Antologia “Poesia Língua Franca”: a poesia fora e dentro de seu lugar

por: Larissa Pavoni Rodrigues

Nós, da equipe Malha Fina Cartonera, tivemos a felicidade de, na sexta-feira 29 de abril, lançarmos o primeiro título do catálogo hispano-americano: Poesia Língua Franca. O evento, realizado no B_arco Centro Cultural, em São Paulo, foi organizado na forma de um sarau, onde pudemos ler os poemas dos autores da antologia, alguns lidos pelas(os) próprias(os) tradutoras(es).

Esta antologia seria publicada durante o II Encontro Internacional da Poesia Hispano-americana: a Poesia como Língua Franca, um evento que seria realizado na Universidade de São Paulo. No entanto, com o evento cancelado, a Malha Fina Cartonera resolveu lançar a antologia, mantendo a mesma data, como homenagem aos poetas da Argentina, de Cuba e da Venezuela que fizeram e continuam fazendo a história da poesia latino-americana: nuestro lugar, nuestra casa.

13087823_276860612664154_2650477725858670275_n

Assim, cercados de amigos, de novos e antigos seguidores da editora, lançamos nosso quinto livro e, ao mesmo tempo, o primeiro, que fazemos sem coedição com outras cartoneras. A antologia reúne, em sua maioria, traduções de textos inéditos no Brasil de dez poetas hispano-americanos, e tem seu projeto gráfico concebido por Iara Pierro de Camargo.

13161811_276860382664177_1011513732257210478_o

Anunciados e apresentados por Ellen Maria Vasconcellos e Caroline Costa Pereira, que fazem parte da Equipe Malha Fina, deu-se início ao sarau. Manuela Garanhani leu “Poética” de Jacqueline Goldberg, traduzido por Idalia Morejón Arnaiz e Tatiana Lima Faria. Depois, Idalia leu “Memória (ou cânone) do perdedor” de Jorge Luis Arcos, traduzido por Ellen Maria Vasconcellos. Ellen, em uma performance usando uma máscara, leu “Poemas para cobrir a cara” de Carlos Rios, traduzido por ela mesma. Pacelli Dias Alves de Sousa leu um poema de Néstor Díaz de Villegas traduzido por ele mesmo. Chayenne Mubarack leu “A questão do chocolate” de Edgardo Dobry, traduzido por ela mesma e deixou o ambiente ainda mais doce ao distribuir chocolates de diversos tipos. Caroline Costa Pereira leu “O que não me ensinou minha mãe”, da Irina Garbatzky e traduzido por Ellen Vasconcellos. Mariana Costa Mendes leu “O rio” de Sonia Scarabelli traduzido pela Idalia e pela Tatiana. Cristiane Gomes leu “O malho” da Diana Belessi, traduzido também pela Idalia e pela Tatiana. Larissa Pavoni, leu “civitatem” de Ana Porrúa, traduzido pela dupla Idalia e Tatiana. Por fim, Tatiana Lima Faria acompanhada de Victor Mendes, que cantou e tocou durante a performance, leram “Dias paulistas” do Silvio Mattoni, traduzido pela Larissa e pela Tatiana.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Agradecemos à toda equipe do B_arco Centro Cultural pela ajuda, desde a disponibilidade do local até aos equipamentos de som e luz. Também nossos agradecimentos à Julia Izumino, que mais uma vez nos registrou com bonitas fotografias e à Ana Julia Travia que filmou esses momentos tão ricos para nós. Agradecemos também a todos que compareceram ao sarau e compraram nossos livros, produzidos com tanto carinho e atenção!

Enfim, um sarau com tudo o que há de belo e bom! Confira mais fotos em nosso perfil no Facebook! Aguardem os próximos capítulos da Malha Fina, e claro, os nossos próximos posts!

Anúncios

3 comentários

  1. Paula Nisa · maio 4

    UF!como eu “adoraria estar”!!PARABÉNS!

    Curtido por 1 pessoa

  2. Pingback: Quando só se pensa em comer (poesia) | Malha Fina Cartonera
  3. Pingback: Um semestre de fôlego: a Malha Fina em retrospectiva | Malha Fina Cartonera

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s